Vereador “cassista” pode virar presidente do MDB de Campina, ocupando cargo de Vené
21/01/2018 13:30 em Política

Os ventos políticos parecem que estão mudando de direção em Campina Grande”. Com esse “redemoinho” antigos adversários políticos, estão virando aliados, e aliados, se distanciando.

É o caso do vereador Márcio Melo, que por conta do racha político entre “maranhistas e ronaldistas” há 20 anos, fez dura oposição ao senador José Maranhão. Primo do prefeito Romero Rodrigues (PSDB),e, consequentemente, aliado do senador Cássio Cunha Lima, Márcio integrou juntamente com outros “cassistas” , a linha de frente que combateu os governos do PMDB nas esferas estadual e municipal.

Com a mudança da conjuntura política paraibana, e a reaproximação política dos senadores Cássio Cunha Lima e José Maranhão, os aliados “cassistas” passaram  a ver o ex governador paraibano com “outros olhos”

Márcio, que antes combatia José Maranhão, já fala como aliado, e pode se tornar o presidente municipal do MDB, hoje presidido pelo deputado federal Veneziano Vital do Rêgo.

Presidente estadual do MDB, José Maranhão convidou o vereador Márcio Melo (PSDC) para se filiar ao partido e assumir a presidência em Campina Grande.

Márcio Melo confirmou durante entrevista à Rádio Panorâmica FM, nessa sexta-feira (19), que foi convidado a se filiar ao MDB e assumir o diretório do partido em Campina Grande. Mas disse que não se sente preparado para mudar de partido e assumir essa nova e inesperada função. Ele é o 1º vice-presidente da Câmara campinense, e cogita disputar uma vaga na Câmara Federal este ano.

– Tivemos alguns contatos na semana passada e esta semana a respeito dessa questão. O senador José Maranhão me ligou na semana passada e me fez o convite para ingressar no MDB na cidade de Campina Grande e ser o presidente da legenda – revelou.

Márcio disse só tomará a decisão de mudar de legenda após uma conversa com o prefeito Romero Rodrigues (PSDB), que é primo dele.

– Ficamos de conversar durante a semana, até porque eu preciso conversar com o prefeito Romero. Eu sou um soldado, sou de grupo e qualquer decisão precisa passar primeiro por ele – disse.

 Ele também revelou que essa questão já tinha sido conversada entre o senador José Maranhão e Romero.

– O próprio Maranhão conversou com Romero sobre essa questão e vamos avançar nesse diálogo, para que possamos fazer o melhor no MDB, caso venhamos a assumir. O senador disse que vamos ter carta branca para organizar o diretório do partido em Campina Grande – afirmou.

Fonte:PB Agora

COMENTÁRIOS